Daniele Krauz – EP Insight (Heavy Metal)

Padrão

Você aí, que conhece a cantora guarapuavana Daniele Krauz como uma artista da MPB, irá se surpreender (e muito) com o EP a ser lançado em breve. Insight traz quatro faixas bem roqueiras, com um estilo próximo do heavy metal progressivo (e óbvias semelhanças com o metal lírico de bandas como Nightwish, até pelo estilo vocal).

Daniele, que gravou as músicas no Estúdio Heaven Kuster, disponibilizou uma prévia das canções. Destaco a faixa 2, que começa aos 33 segundos, pela extrema musicalidade e belíssima melodia. A voz é um espetáculo à parte. Acho que surpreende até quem já a conhece bem. É uma boa prévia do que vem por aí. Vale a pena adquirir o EP. Só falta juntar uma banda e partir pra estrada! Confira abaixo as 4 faixas:

Equipe:

Produção e bateria: Alessandro Kuster

Baixo, guitarra e violao: Tiago Mosh (toca muito!!!)

Teclados: Evandro de Souza

O disquinho ainda não foi lançado, mas tivemos acesso às músicas completas. Façamos aqui uma pequena análise de cada uma:

Divine: esta canção já foi disponibiliza na íntegra. Acesse AQUI.

Não é uma música tão pesada. É mais melodiosa, climática, com vocais bem marcados. A letra, segundo a compositora, fala sobre  sermos “enganados por tradições vazias”. Soa quase esotérico, e a sonoridade puxa para isso também.

Forever: essa começa calminha, melodiosa, pra cair numa porradaria, e depois desce novamente (prog clássico). As melodias vocais são muito bonitas e a música é bem diversificada, com mudanças de andamento interessantes.  A letra fala de insatisfação, ganância e isolamento.

Holy Dance vem na sequência, com uma introdução meio folk, ficando bem pesada, com vocais dissonantes. É a faixa com maior variação rítmica, com clara influência do rock setentista (Queen, em especial). A faixa traz talvez o vocal mais complexo do EP.  O refrão é sensacional! A música toda é uma viagem muito boa, com um belo solo de guitarra e um trabalho instrumental muito bom de forma geral. A letra fala da forma como somos manipulados e de como sempre estamos nas mãos dos outros.

Inner Talk fecha o disco, com uma introdução fantástica e melódica no violão, lembrando a música celta de bandas nórdicas. O refrão é o que há de melhor em todo o disco. Melódico, pesado e arrastado, feito para ser ouvido em altíssimo volume. Grande interpretação, belos teclados e uma guitarra absolutamente inspirada. Enfim, uma canção que demonstra como o nível da música feita em Guarapuava está alto.  A letra é bem introspectiva, e o refrão pergunta: “o que você pensa que ama? o que você chama de amigo? O que você teme? o que você esta fazendo para se tornar mais sábio?”. Lembrando que as músicas são em inglês, e as letras estarão disponíveis em breve, em um site perto de você! ehe

Impressão geral: Daniele Krauz canta muito, mas MUITO mesmo. Sua voz, que tem um timbre único, se encaixa muito bem nesse estilo musical, e acho que é um campo a ser bastante explorado pela artista. As composições são ricas, criativas, a produção ficou bem boa, e a sonoridade é harmoniosa e agradará tanto headbangers quanto, ahn, pessoas “normais”, se é que você me entende! Destaco também as letras, mais introspectivas, fugindo dos batidos temas de espadas e dragões, típicos de heavy metal…

Músicos, juntem-se a ela e voem para a estrada! 🙂

Anúncios

Uma resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s