Arquivo mensal: novembro 2014

350ml

Padrão

350ml – CONTEÚDO ENERGÉTICO DO ROCK NACIONAL!

1385107_669645629737406_6143819199733203586_n
Saudações, galera! Hoje, aproveitando a proximidade do show dos Raimundos, vou tecer uns comentários sobre uma das bandas mais conhecidas e tradicionais de Gorpa, que é a 350ml (que fará a abertura do evento), um grupo que conquistou uma boa base de fãs e que trabalha forte na área da música, sem esmorecer, e está muito bem estabelecida. Conhece o caminho das pedras. De acordo com o release da própria banda, “há 10 anos a amizade e as afinidades musicais levaram Cristiane , Ricardo e Miguel a formar a banda 350ml”. Fundada, portanto, em idos de 2003, com dois discos gravados, e que hoje, composta por músicos paranaenses (tudo “bicho do Paraná”, como dizia aquela antiga música…) conta com a seguinte formação:

Ricardo Küster: Vocal e guitarra
Cris Pawlowski: Guitarra
Edu Veríssimo: Baixo
Nando Campos: Bateria

A 350ml conquistou em pouco tempo seu espaço no cenário independente e se destaca como uma das bandas paranaenses mais ativas. Já se apresentou nas principais cidades do Paraná, Rio Grande do Sul e no estado de São Paulo, na lendária casa de Shows Hangar 110 (bem conhecida da galera punk e hardcore – em atividade desde outubro 1998, apresentava apenas atrações nacionais, mas logo abriu o local para a vinda de grandes nomes internacionais do gênero. Marco Badin, o responsável pela casa, também abre o espaço para novas bandas). A banda guarapuavana já dividiu o palco com diversas bandas consagradas, como as brazucas Fresno, Hateen, Dead Fish, Nitrominds, Dance of Days, Garotos Podres e as gringas Bambix (Holanda – não conhece? Saque o som AQUI), Typhoon Motor Dudes (Alemanha) e Bitume (Alemanha).Logo em seu segundo ano de existência, em novembro de 2005, a 350 lança seu primeiro álbum, intitulado Consciência em Prantos (gravadora Nitroala Records – especializada em punk, e que aparentemente não existe mais), e conta com 12 faixas: Ruínas, Apaga, apaga e apaga, Bruma, Carpe Diem, Inimizade, Ícaro, Noites Frias, Fim, Reverso, Risco de Vida, Sonhos e Saudade. As faixas podem ser ouvidas – e baixadas – no Soundcloud da banda (e, se gostar, recomendo que compre o disco físico. Além de valorizar o trabalho da banda, é muito mais legal ter algo físico das bandas ou artistas que a gente curte). Em agosto de 2006 foi gravado o vídeo clipe da música Carpe Diem, que participou do concurso Toshiba Planet na MTV e foi um dos vídeos mais acessados da promoção no MTV OVERDRIVE em julho de 2007.No início de 2010, nasce o segundo disco, Resposta  (lançamento independente). As faixas desse disco podem ser ouvidas também no Soundcloud. Desse trabalho, que contém 12 faixas (Resposta, Resposta (acustic), Invisível, Pra não esquecer, A Viagem, Querida Mamãe, Incerteza, Recomeço, Sem medo, Amanhã, Talvez mude, A tua, e há algumas adicionais no Soundcloud), saíram mais dois vídeo clipes, um deles com a música “No Silêncio”, exibido na MTV e que atingiu mais de 280 mil views no Youtube, destacando-se como um dos mais acessados no site do canal.O Hit “Querida Mamãe” (que abre o álbum) é atualmente a música mais ouvida da banda e também já possui um vídeo clipe (bastante criativo, diga-se. Devo dizer que a banda trabalha muito bem os seus vídeos, o que a destaca no cenário). Seu refrão já é um hino para a galera que curte ouvir música no último volume.Os últimos clipes lançados pela banda são “Distante” (com mais de  200 mil views no Youtube) e “Indiferente” (totalizando sete clipes oficiais).

Algumas das influência citadas pela banda são Incubus, Foo Fighters, Millencollin, 30 Seconds to Mars…

Bom, esse é um resumão da banda, notável por procurar construir músicas marcantes, com refrãos (ou refrães, forma também correta) ao melhor estilo “rock de arena”, pra galera pular e cantar junto, criando uma atmosfera positiva e vibrante. Não é à toa que abrirá para os Raimundos. Nas palavras da Cris: “Estamos muito felizes por tocar junto com uma das bandas de rock mais fodas do Brasil. Fomos aos shows quando ainda éramos crianças e pensávamos: ‘imagine a minha banda tocando junto com esses caras!’ Agora isso vai acontecer de verdade! E vai ser o máximo!”

Assim como praticamente todo mundo que trabalha com música em Guarapuava, os integrantes da 350ml também tem atividades paralelas à banda, mas mantém o sonho de viver da música, até para poder se dedicar exclusivamente à ela. De qualquer forma, é um grupo que tem um trabalho consistente, e que serve de modelo aos iniciantes, desde a produção musical até às formas de divulgação e criação de clips, além de outros trabalhos relacionados à área.

DISCOGRAFIA

Discos oficiais

Consciência em prantos (2005)
Resposta (2010)
O terceiro disco está programado para o início de 2015 (mantendo o padrão de um álbum de inéditas a cada 5 anos). Será devidamente divulgado aqui também, naturalmente.

Singles

Cris 2012 (é uma música que o Ricardo escreveu para a Cris, agora sua esposa)
Distante 2013
Inércia 2014

Coletâneas

Rock da Lagoa – 2003
Guarapuava Rock City I  – 2006
Guarapuava Rock City IV  – 2014
Many Minds (tributo ao Nitrominds) – 2014

A título de curiosidade, a Cris Pawlowski, guitarrista da banda, concluiu recentemente o seu Mestrado em Letras, pela Unicentro, e divulgo a dissertação aqui, pela temática apresentada, que é o rock. Mais especificamente, as mulheres no rock. O título do trabalho é “As mulheres no Rock: as identidades femininas e o sujeito pós-moderno em letras de Rita Lee, Fernanda Takai e Pitty”, e pode ser lido neste LINK.

Para conhecer melhor a banda, eis alguns links:

Canal no Youtube
Página no Facebook
SoundcloudContato de imprensa: contato@350ml.com.brPara completar, deixe eu comentar aqui que o Ricardo e a Cris, integrantes do grupo, apresentam o programa Microfonia na rádio 92 FM (nas sextas, às 23h, e domingo às 20h). O programa está no ar há quatro anos e é dedicado ao rock, apresentando bandas locais. Nas palavras do casal que apresenta o programa: “O Microfonia é um programa de rock de todos os estilos. Tocamos músicas nacionais, internacionais, os clássicos, lançamentos e abrimos espaço para que as bandas guarapuavanas de rock autoral divulguem seu trabalho”.

 

 

10440994_669645606404075_1441737890852008216_n

É isso aí, gente! Agradeço ao Ricardo e à Cris, pelas informações e fotos, e desejo sucesso sempre. Que o próximo disco venha recheado de hits pra galera não só de Gorpa, mas de todo o Brasil. 🙂

Anúncios

VIRADA CULTURAL

Padrão

Amanhã começa a Virada Cultural, a segunda edição realizada em Gorpa, agora em dois dias entupidos de atrações. O Lago será pequeno pra tanta musicalidade!

Os detalhes estão na página da Virada no Facebook. Clique AQUI. No Palco Conexões, teremos o Central Sistema de Som e a Cida Airam, com MORAES MOREIRA fechando a noite, amanhã, dia 15. No domingão 16, rolam Grupo Contemplação, Trombone de Frutas, Manos Crew e Monobloco. Além dessa turma toda aí, os dois dias estarão repletos de outros artistas e bandas em pontos diferentes do Lago. É só curtição. Então, pra você que não está com o pé ferrado, de cama e em repouso (como eu), corra lá e curta adoidado. Outra Virada, só daqui um ano…

MOTOROCKER + Reinvento + Prime Revenge

Padrão

Outro evento muito bacana que Gorpa pôde acompanhar neste último fim de semana foi o show da banda Motorocker, com abertura da Reinvento, de Osasco-SP, banda surgida em 2013, que faz um Rock Nacional de qualidade, e da nossa Prime Revenge, banda de Heavy Metal tradicional na estrada desde 2006. Também não fui, portanto não posso falar dos shows em si (mas recomendo os vídeos que postarei a seguir, cortesia, mais uma vez, do Toni Fotografia).

Gostaria, antes de mais nada, de citar a importância da persistência e do foco na vida de um artista. A Motorocker, banda curitibana hoje reconhecida nacionalmente, começou no distante ano de 1992, como uma banda de covers. No ano seguinte, tornou-se oficialmente uma banda Tributo do AC/DC, e lançou seu primeiro disco 13 anos depois (2006). Então, você, artista, que está aí há um ou dois anos na batalha, e acha que as coisas estão indo devagar demais, não desanime. Acredite em seu potencial, continue trabalhando firme. O reconhecimento vem. Demora, mas vem. O Moto colhe hoje os frutos plantados há mais de duas décadas. O grupo lançou seu terceiro disco esse ano, e tocou em Gorpa pela primeira vez!

A playlist montada pelo Toni conta com um vídeo do Motorocker, mais dois da Reinvento e dois da Prime Revenge. Clique AQUI e relembre, ou, se não esteve lá, clique para saber o que perdeu eheh!

A página do evento no Facebook conta com textos contando a história e a glória das bandas presentes. Os textos são excelentes, e eu não faria melhor. Portanto, vou apenas, se me permitem, jogá-los aqui, para quem ainda não conhece muito bem os grupos.

“### MOTOROCKER ###

“Salve a malária!”. O refrão de uma das canções mais emblemáticas da banda curitibana Motorocker resume bem a sua história. Após mais de 20 anos de estrada, o grupo vem se destacando no cenário nacional com uma bem sucedida turnê por todo o país e está sendo apontado como uma das melhores bandas brasileiras de rock and roll. Tudo isso é fruto de muito trabalho e respeito aos fãs.

A história

O Motorocker surgiu em 1992. No início, seu repertório era, essencialmente, cover. No ano seguinte o grupo se tornou um Tributo à banda australiana AC/DC. Três anos depois, os irmãos Malcolm e Angus Young deram aos curitibanos o honroso título de “melhor cover do AC/DC no mundo”.

Em 2006 o grupo lançou o seu primeiro álbum, “Igreja Universal do Reino do Rock”. Com ele, a banda foi a mais tocada em várias web rádios do país. O vocalista Marcelus explica que o feito foi ainda maior porque o grupo teve pouco tempo para produzir o CD. “A gravação foi a toque de caixa, sem possibilidade de parar para refazer ou corrigir alguma coisa. Juntamos músicas dos primórdios da banda com outras novas e montamos o álbum. O tempo era curto”, conta. Na rádio curitibana 91 Rock, hoje uma web rádio, o grupo ficou durante três semanas em primeiro lugar. Foram vendidas 5.000 cópias do CD.

Em 2008, a banda lançou o single “Vamo Vamo”, que trazia três músicas. O resultado do novo trabalho atendeu às expectativas e tornou o Motorocker ainda mais conhecido no cenário nacional. “Ele foi gravado e mixado em menos de uma semana. O fato curioso desse single é que saíram dois clipes dirigidos e produzidos pelo nosso baterista, o Juan Neto”, relembra Marcelus.

Em 2010 foi lançado o CD “Rock na Veia”. O trabalho superou o sucesso do primeiro álbum do grupo, alcançando a marca de 10.000 cópias vendidas. “Neste disco demos ainda mais atenção aos timbres individuais das guitarras e, novamente, não abrimos mão do uso de encordoamentos pesados”, explica Marcelus.

Em 2012 foi lançado o EP “Estação das Almas”. O mais recente trabalho do Motorocker mostra o crescimento dos integrantes como músicos e do vocalista Marcelus como compositor e letrista. “É o nosso quarto álbum com músicas autorais. Estamos um pouco mais amadurecidos, mas com as mesmas características e a filosofia de sempre”, analisa Marcelus.

Com o reconhecimento do público e da mídia nacional aumentando, a banda partiu para a rotina vivenciada diariamente por qualquer artista em ascensão, fazer shows em todos os recantos do país. A turnê “Rock na Veia” durou dois anos e passou por mais de 60 cidades brasileiras. Em janeiro de 2013 o grupo deu início à sua nova tour, batizada de “Pegada Seca”.

O carinho do público em todos os recantos do país é sempre ressaltado pelos integrantes. “Receber um abraço e ouvir as palavras de um fã que está há mais de 2.000 quilômetros de sua cidade natal faz qualquer esforço valer a pena”, afirma Marcelus.

A formação atual do Motorocker tem Marcelus nos vocais, Luciano Pico e Thomas Jefferson nas guitarras, Silvio Krüger no baixo e Juan Neto na bateria.

As conquistas

O grupo já dividiu o palco com algumas das bandas mais importantes do mundo, como o Motörhead, Deep Purple, Nazareth, Saxon e o Twisted Sister, entre outros. Em 2011 eles abriram o show do Iron Maiden, em Curitiba diante de 15.000 pessoas. Os britânicos fizeram questão de publicar uma nota em seu site oficial elogiando o Motorocker. “Após a nossa apresentação, a equipe do Iron nos abraçou e elogiou muito a nossa performance”, relembra Marcelus.

Em 2008 o grupo gravou a música “Telegram”, que fez parte do “Nazareth Tribute CD”, organizado pelo guitarrista e fundador da banda escocesa, Manny Charlton.

Em uma votação popular realizada em 2012 pelo site Whiplash, o grupo foi eleito, pela segunda vez, o melhor do rock nacional. Na categoria melhor vocalista brasileiro, Marcelus conseguiu o segundo posto. No ano anterior, 2011, Marcelus ficou em primeiro lugar. “Temos os melhores fãs do mundo e isso é o nosso maior motivo de orgulho. Todos juntos formam um só corpo vivo, um exército rock and roll. Eles nos colocaram lá. Eles são o nosso maior patrimônio”, agradece o vocalista.

### PRIME REVENGE ###

Trabalhando em uma proposta de fazer um som voltado para o Heavy Metal tradicional, o Prime Revenge teve seu início em 2006 em Guarapuava – PR, inserindo efetivamente seu trabalho no cenário Underground da região em 2009, dedicando-se a covers de bandas que possuem grande influência na formação musical dos integrantes.

Na medida que a banda foi ganhando visibilidade no cenário, o material autoral foi composto e introduzido ao setlist. Dessa forma em 2012 a banda entra em estúdio para a gravação de sua primeira demo intitulada “Wait”, tendo uma boa aceitação por parte do público e levando a banda a tocar em outras cidades da região.

A partir desse ponto a banda começou a participar com mais enfase em festivais e coletâneas locais como Guarapuava Rock City e o Maquinária Rock Field. Ao vivo a banda oferece uma apresentação cheia de energia, buscando a interação do público através de riffs pesados e refrões marcantes.

Com o amadurecimento obtido ao longo dos anos, a banda, em 2014 vem trabalhando fortemente nas gravações das composições que farão parte do seu primeiro EP ainda sem data de lançamento.

### REINVENTO ###

A banda REINVENTO nasceu em outubro de 2013, quando Lucas Laranjeira (guitarra e voz) resolveu chamar o Jr (guitarra) para um novo projeto. Os dois, que se conheceram em uma banda anterior anos atrás, começaram a juntar as experiências que adquiriram nos anos anteriores e a Reinvento foi criando vida.

Com o objetivo de fazer ROCK NACIONAL, juntando a isso as influências de todos, foram então em busca de outros membros para a banda que se encaixassem nesse perfil. Assim encontraram Ramon Sousa (baixo) e, por último, Gilmar Francelino (bateria). Estava então formada a banda e começaram a trabalhar no primeiro material de estúdio a ser lançado no 2º semestre de 2014, que é o EP “Reinvento?”.

Com o desafio de soar como rock nacional e, ao menos tempo, reinventando a maneira de fazê-lo, a banda passou a se apresentar com frequência cada vez maior pela grande São Paulo, já buscando explorar e levar este som para novas regiões.”

Isso aí, galera. Ouçam essas bandas, e se curtirem, prestigiem. A Prime é uma filha de Gorpa, banda muito competente, e que tem um longo caminho a trilhar. Com o seu apoio, certamente o caminho se torna menos árduo! Lembrando que a banda tem um novo single rolando, que é a música Shade of Pain. Clique AQUI para ouvir! A competente produção é de Alessandro Küster! Sucesso, galera!

Agradeço mais uma vez ao TONI! 🙂

COMUNICABERA

Padrão

10459149_10202765444352982_2854230139896708789_n

 

Bem, bem, aqui estamos para falar brevemente de um evento em que eu não estava presente. Não me perguntem o sentido de falar de algo que não presenciei. A questão não é essa. Enfim, o evento ocorreu, e é por isso que vou falar dele. Minha presença e nada seria a mesma coisa. Mas a presença de três putas bandas guarapuavanas é que fizeram a galera viajar na maionese. No ótimo sentido, pois o Comunicabera (cervejada da turma de Comunicação), ocorrido no sábado passado, dia 08, no Serv Car, foi palco de sons altamente psicodélicos!

Uma das bandas presentes foi a CRAZY DIAMOND. Banda tributo ao Pink Floyd, o que por si só já define a qualidade de seus músicos, a rapaziada manda bem mesmo, o que pude perceber por um dos vídeos disponíveis na Playlist divulgada pela Indústria do Rock. O vídeo apresenta a banda tocando Hey You, faixa mágica do clássico THE WALL, um dos discos mais importantes de todos os tempos, com suas letras absolutamente inspiradoras e seu conceito unificado. Disco que ganhou uma turnê megalomaníaca e um belíssimo filme, posteriormente. Confiram a performance da Crazy. Eu assisti lamentando não ter ido.

Outra banda com altas doses de psicodelismo a aterrissar por aquelas plagas foi a TRUPE DO DISCO VOADOR. O vídeo postado é um cover de Velho Ancião, da banda Nego Mantra (não conhece? Nem eu, mas saque os malucos AQUI – pronto, agora você conhece!). A Trupe me parece fazer uma espécie de blues-macumba, com um som alucinógeno. Tenho que ver um show completo pra ter uma ideia mais clara, mas me parece um grupo de um potencial monstruoso. Eu vejo esse vídeo e fico PUTO de não ter ido…

A outra banda presente no evento foi a DISASTER BOOTS. Na minha cabeça insana, a ideia vigente é que se tratava de uma bande de heavy metal tradicional. Ledo e feliz engano. Existe o peso, mas existe o swing também. Puxa mais para o som proto-metal praticado em fins de 1960, de bandas como Cream, Blue Cheer, Iron Buterfly, MC5 e outras daquele momento efervescente. Se falei besteira, desculpem. Mas foi a sensação imediata. Até o vocal me faz lembrar dos tempos em que eu me internava no quarto a ouvir esse tipo de som.

Que venham mais Comunicaberas nesse nível! 🙂

Agradecimentos ao Toni, da Toni Fotografia, pela sugestão de pauta e envio dos vídeos, e ao Victor Mateus, pelo convite para o show. Não pude aceitar por motivo de saúde, mas não faltarão oportunidades. Valeu, parceiro! 😉

III Rock Christmas, o Rock Natalino de Gorpan City!

Padrão

Buenas, colegas e colegos! Eis aqui, uma vez mais, divulgando um evento, falando de rock, contando os dias para a Rifferama que por aí virá!

O trio de ferro da DESERT EAGLE (Giovane, Kellen e Max) traz para você a terceira edição do ROCK CHRISTMAS!

Só para relembrar, o II ROCK CHRISTMAS ocorreu no dia 22 de dezembro de 2013, e contou com as seguintes bandas:

– ROCK AGAIN
– PRIME REVENGE
– SLUG KILLER
– EMDROMA
– DESERT EAGLE

Já o primeiro ROCK CHRISTMAS foi realizado numa época em que o saudoso Orkut ainda comandava. De acordo com o Giovane Pilar, foi realizado em 20 de dezembro de 2009, no PINHÃO, com duas bandas locais,  a DESERT EAGLE e a CROCKERS, mais as guarapuavanas DZARMY, JIGSAW e EMDROMA. O evento era beneficente e o ingresso foi 1 quilo de alimento. Eis aí o cartaz de divulgação na época

10805348_748546081900623_1985038199_n

 

A terceira edição deste já lendário festival contará com nada mais nem nada menos que SETE bandas! Uma melhor que a outra, a outra melhor que a uma! 😀 Vai rolar coisa muito boa, como veremos logo mais. O evento será realizado no dia 21 de dezembro, com ingressos antecipados a 10 pilas. Na hora, 15 pilas, sem choro, nem vela, nem fita amarela.

Mas e aí, quais são as 7 formações que irão embalar os ouvidos dos roqueiros guarapuavanos? Vamos a elas!

Bup Roxetin

A Bup é uma banda coesa, com um som animal e excelentes letras. Funciona com uma harmonia surpreendente. Garantia de delírio da galera. Tive oportunidade de vê-los em ação duas vezes, e só posso recomendar ao infinito.

Raw Madness

A Raw eu ainda não vi – nem ouvi – mas sei que tem uma levada hard rock, e deve agitar pra cacete. Esteve na Octobeer, e rolou até cover do BON JOVI. A banda é recém-nascida e por enquanto toca apenas covers. Conta com Dienifer Horsth (vocal e guitarra), Milena Cwendrych (guitarra), Carla galvão (bateria) e Lucas Dias (baixo). Então, você que curte o hardão anos 80, presença obrigatória! Prestigie e cante junto!

Daniele Krauz

A Dani é mais conhecida por cantar músicas de MPB, mas lançou recentemente um ótimo EP de metal progressivo / sinfônico (Insight, que pode ser adquirido AQUI), e esta será provavelmente a sua primeira apresentação com o novo material. Vale a conferida, pois ela é uma excelente cantora! A banda que a acompanhará ainda não está totalmente definida.

Wyvern

Esta banda fará sua primeira apresentação no Rock de Natal. Não faço ideia do que esperar, mas o grupo ainda procura sua identidade musical, transitando entre o Doom e o Death. Não temos lá muita representatividade no Doom, aqui na cidade, então é um fato novo e bem interessante. Um dos membros é o João Ovitzke, exímio desenhista, e que já chegou a integrar a Desert Eagle em tempos imemoriais. Entre outros sons, estão previstos covers de Paradise Lost, Arch Enemy e Swallow the Sun. Uma curiosidade: há uma banda egípcia com esse nome também (informação absolutamente irrelevante, mas é que procurei a guarapuavana no Face e acabei caindo na página da banda egípcia ehe).

Slug Killer

A Slug é tida e havida como umas das bandas mais promissoras de Gorpa. É metal na veia, sem frescura e com atitude. Lançou seu primeiro single recentemente, The Void, uma boa amostra do som dos caras. Deve render um ótimo show também.

Kingargoolas

A grande surpresa desta edição é a presença da mítica KINGARGOOLAS. Os reis da surf music do sul do Brasil trazem um rock instrumental de altíssima qualidade, com excelentes performances ao vivo. Provavelmente você, raro leitor, rara leitora, já conheça os mascarados. Em caso contrário, recomendo a audição do primeiro filho, ops, disco do grupo, homônimo. É possível ouvi-lo na íntegra AQUIMas também dá pra passar no Armazém do Rock e adquirir o disco físico, e ainda bater um papo com o Guilherme, da Ultra Violent ehe.

Desert Eagle

A Desert é a dona da bola, do festival, todo mundo conhece e dispensa apresentações também eheh. O agora quinteto sexteto, com baterista novo e um tecladista adicionado [nesse momento, a formação é Angelo – guitarra, Lucas – teclado, Rafael – batera, Max – baixo, Kellen – vocal e Giovane – guitarra], vai desfilar seu “Conan Metal”, um Power com a cara dos anos 90, com algumas composições próprias (muito boas, por sinal. Ouvi e recomendo. Você pode ouvir a faixa The Road of the Metal AQUI) e covers de bandas de metal melódico.

Agora é esperar o festival… 🙂

ONSLAUGHT, ARTILLERY, MAQUINÁRIA # Cancelado#

Padrão

Bom, pessoal, o evento foi cancelado por questões logísticas relacionadas às próprias bandas, mas vou manter os textos sobre o Onslaught e a Artillery, pois vale a pena conhecer. Muita gente não teve oportunidade de ouvir esses sons, então fica aí o texto com dicas de “audição” e tudo o mais. 🙂

 

Buenas, galera! Dia 28 de novembro, no CTG Fogo de Chão, a partir das 21h, teremos ONSLAUGHT, ARTILLERY E MAQUINÁRIA quebrando tudo em Gorpa!

 

Aproveitando a vinda das bandas estrangeiras Artillery e Onslaught, vamos fazer uma pequena revisão histórica aqui, para relembrar os fãs dos dois grupos, e para fazer conhecer àqueles que ainda não tiveram oportunidade de se deparar com a sonzeira thrash dos dinamarqueses do Artillery e dos britânicos do Onslaught. Ambas surgiram mais ou menos no mesmo período (1982/83, na gênese do Thrash Metal) e, em comum, se dispersaram em algum momento, voltando anos depois.

Comecemos pelo quinteto vindo da Dinamarca, ARTILLERY. A banda renasceu duas vezes e já teve diversas formações. Relegada ao segundo escalão do Thrash, nunca teve o merecido reconhecimento, embora baste ouvir os discos para perceber o tamanho da injustiça.

Formada pelo guitarrista Jørgen Sandau e pelo baterista Carsten Nielsen em 1982, foi com a chegada do vocalista  Per Willem Onink e dos irmãos Michael e Morten Stützer (guitarra e baixo, respectivamente) que a banda tomou corpo. Ainda naquele ano, gravam a demo “We Are Dead” (lançada em 83) e de lá para cá, são 8 álbuns de estúdio, além de compactos, demos e compilações.

A banda lançou três discos considerados clássicos: Fear of Tomorrow (1985), Terror Squad (1987) e By Inheritance (1990) antes de encerrar suas atividades. Após um lapso de oito anos, voltam à ativa, agora com os irmãos Stützer nas guitarras, consagrados pelos seus riffs característicos e timbres únicos. O grupo se desfez novamente em 2000, voltando em 2007, com baixa atividade, mas firme na ativa desde 2009, agora de forma mais consistente.

Além dos brothers, a formação atual ainda conta com Josua Madsen (bateria), Peter Thorslund (baixo) e o versátil vocalista Michael Bastholm Dahl. Eis o vídeo oficial da música “Legions“, do mais recente trabalho da banda, o homônimo Legions (2013).

AX0907144_ARTILLERY_Fear_of_tomorrow_HD

 

Outra banda com um som pesado é a ONSLAUGHT. Formada em 1983, na cidade de Bristol, Reino Unido, chegou a lançar 3 discos nos anos 80: Power from Hell (1985), The Force (86) e In Search of Sanity (89). De tanto procurar, encontraram a sanidade perdida e ficaram um bom tempo sem ela, mas para felicidade dos fãs dos riffs do Thrash, o grupo recuperou a demência com um novo disco em 2007. De lá para cá, a banda lançou mais dois discos, e tem hoje a seguinte formação:

  • Sy Keeler – vocal
  • Nige Rockett – guitarra
  • Andy Rosser-Davies – guitarra
  • Jeff Williams – baixo
  • Mic Hourihan – bateria
  • Leigh Chambers – guitarra

Onslaught+band

 

A abertura do evento ficaria por conta da nossa guarapuavana MAQUINÁRIA, banda fundada em 1989, e que conta hoje com Osni, único membro original,  na guitarra e vocal, Adriano no baixo e Júnior na bateria. Tem vídeos no Youtube, mas você pode ouvir duas das músicas no Soundcloud. Recomendo ainda o divertido clip feito para a música “Conversa Fiada”, com participação de Alex Ferrera, da Sexplose, e direção e produção de Ricardo Kuster, Cris Pawlowski e Marcelo Augusto. Clique AQUI.

Eventos – tem de tudo, tem pra todos!

Padrão

Cheguei em Guarapuava em 2003. Na época, o trânsito era tranquilo, havia poucos semáforos e raros acidentes. Também não tinha muito o que fazer na cidade. Eventos culturais eram eventuais e pontuais.

Onze anos depois, percebo que é fácil se perder em meio a tanta coisa acontecendo. Isso é ÓTIMO por um lado (e ruim apenas por um, e somente um, aspecto: a galera não tem grana pra acompanhar tudo…). Mas vamos ao que interessa… vai rolar muita coisa boa até o final deste ano. Confira aí!

MOVE – Movimento por Novas Ideias, evento semelhante ao TEDx, na quarta 12 de novembro, no SESC, conforme o link. Serão oito palestrantes, falando durante até 16 minutos cada.

10703927_709843589106473_6577953505395742467_n

 

MOTOROCKER em Gorpa! A PALLCO PRODUÇÕES traz uma das grandes bandas paranaenses, que se apresenta no CTG Fogo de Chão, com abertura de Prime Revenge e Reinvento. Aproveitem. É só sonzeira, e tá barato pra cacete.

1920590_710298609064123_4317281424322676682_n

 

COMUNICABERA, no SERV CAR, com DISASTER BOOTS, CRAZY DIAMOND (Pink Floyd cover) e A TRUPE DO DISCO VOADOR. No próximo sábado já!

10459149_10202765444352982_2854230139896708789_n

 

MARCHA DAS VADIAS!!! A segunda edição desse fantástico evento, agora no próximo sábado, pela manhã (dia 08)

10516630_295310237320642_1333132330789818764_n

VIRADA CULTURAL

1505229_394841284013529_2086994153844808842_n

 

4º Festival Cênico Guarapuava

1622352_772914849434236_4489392063344824705_o

 

RAIMUNDOS, de disco novo, com abertura da 350ml (promoção da Heaven Studio com o Superpão), no Pahy, evento de lançamento do Guarapuava Rock City 2015!

10425505_10201882185056178_7038383067542221977_n

 

ONSLAUGHT (Reino Unido), ARTILLERY (Dinamarca) e MAQUINÁRIA!!! O grande evento “metálico” do mês, com duas bandas gringas, além da nossa Maquinária, em mais uma produção da PALLCO!

 

10440671_719275098166474_8698548175439638888_n

 

Fechando o mês, ainda temos a I MARANATA, festival ecumênico de Rock (Pallco Produções), trazendo 5 bandas da city, no CTG Fogo de Chão!

10401517_721076141319703_7359616060901516076_n

 

É, falta do que fazer não é um bom argumento mais… 😉 e isso é só o que rola em novembro. Em breve, dezembramos a agenda!