Arquivo do autor:danielekrauz

Destaques nos vocais do Rock City V

Padrão

Prometi ao Fabiano que faria uma análise dos vocais das bandas que tocaram no Guarapuava Rock City V, então vamos lá. Resolvi comentar as que mais se destacam.

Começamos com a Dzarmy, com a primeira faixa do CD, música Contramão.

Voz suave, porém o leve metálico e drives nos lugares adequados fazem com que se encaixe muito bem no estilo. Uma voz aguda bem usada, sem exageros no tom, isso faz com que a música flua bem aos ouvidos. A parte mais gostosa fica no pré refrão, já em 1 minuto de música, aquela energia poderia ser usada nas estrofes também.

Satisfire, com Little Ball Goes, Little Ball Backes.

Nessa música na verdade não há nada de realmente marcante no uso do vocal, mas não posso deixar de registrar. O ponto é que conheci o Daniel cantando loucos guturais, o que diga-se de passagem não é o tipo de vocal que me agrada escutar apesar de respeitar quem faz bem. Quando ouvi ele cantando com voz limpa a primeira vez fiquei muito bem impressionada. A voz dele é realmente bonita, com uma leve rouquidão que dá um charme, tem presença e ainda consegue alternar pra drives e guturais. Está perfeito.

Disaster Boots , com Venus In Furs.

Essa sim foi uma surpresa. Adorei esse vocal por ser diferente do que escuto por aqui. Não se ofendam, mas enquanto nos preparávamos, com eles tocando no outro palco eu tinha que ficar toda hora parando pra conferir se não era uma mulher cantando. É uma voz que tinha jeito pra ser enjoada, mas ele consegue usar muito bem na interpretação e nas melodias que funcionam. Saber usar a voz que se tem é mais importante do que buscar um padrão, e esta é uma voz que certamente marca.

Ultra Violent, música  I.N.E.R.T.E 

Já disse que gutural não é minha praia, mas deles eu gosto principalmente porque entendo o que está sendo cantado. Os vocais são muito bem feitos e meus amigos que curtem o estilo adoraram. Me chama atenção que a voz também não seja tão grave como os guturais que conheço.

Futhark, com  When The Trolls Leave The Stones 

A mistura de vozes aqui é a parte interessante, no refrão. No Rock City IV eles já tinham mostrado vocais bem interessantes, o timbre da voz mais limpa é bem bonito, em contraste com o gutural ficou muito bom.

Astronaut Chimp, com  Rock N’ Roll 

Este é outro vocal que não chama atenção por ser especial mas por funcionar. O estilo casa perfeitamente e devo ressaltar que ao vivo ele desemprenha muito bem. As melodias não são elaboradas mas esse cantar meio arrastado tem seu charme nesse timbre.

 

 

Anúncios

Andre Matos + Desert Eagle

Padrão

TEXTO DE DANIELE KRAUZ

 

Infelizmente o Fabiano não pode estar presente ao show ontem. Azar dele que perdeu um evento maravilhoso. Para não passar em branco vou deixar as minhas impressões.

Comecemos pela banda Desert Eagle, que abriu o show com músicas autorais. A banda guarapuavana chegou mando bem. Com muita desenvoltura no palco representaram com estilo o rock local.  Giovane de Oliveira Pilar na guitarra,  vocal de Kellen Volochati,  Max Nunes no baixo  e Douglas Carvalho na bateria esbanjaram energia. Apesar da apresentação curta acredito que todos, inclusive quem ainda não conhecia a banda, ficaram bem impressionados. As músicas agitadas, a ótima interpretação da banda toda e a simpatia de Kellen fizeram um bom aperitivo para animar o pessoal.

Outro ponto que não posso deixar de comentar é a qualidade do público. Os rockeiros guarapuavanos não são exatamente de agitar nos shows, mas é um pessoal que presta muita atenção. Vários instrumentistas presentes, pessoal muito educado, apesar de várias vezes o Hugo Mariutti entregar a guitarra literalmente na mão do público o pessoal só tocava (e com carinho rs) quando não interferia na música. Todo o pessoal curtiu cantando e gritando o show inteiro, todo o pessoal da frente do palco pode apertar a mão do André, que pegou alguns celulares para gravar o show de cima do palco. Todo mundo interagiu, se emocionou e se assustou quando por três vezes André Matos quase nocauteou o baixista com o pedestal do microfone. E ainda foi encontrada uma criatura que conseguiu gritar tão agudo que o próprio André fez questão de apontar.

Foi um show bem mais longo do que eu esperava e extremamente prazeroso em todos os aspectos. Parabéns e agradecimentos ao Leandro Kuster e equipe pelo esforço para trazer um show de tamanha qualidade por um preço acessível em uma organização que permitiu ao público assisti-lo confortavelmente. Para quem perdeu a oportunidade só resta ficar esperto para a próxima que esperamos anciosamente.

Site oficial de André Matos: http://www.bandaandrematos.com/

Para quem ainda não conhece a Desert Eagle:

Canal da banda – https://www.youtube.com/channel/UCG1Lc1Q1qnOQujCcITwUByw

Fan Page – https://www.facebook.com/pages/Banda-Desert-Eagle/283283628361447